Total de visualizações de página

domingo, 22 de dezembro de 2013

Filhos de Zeus, ou quem tiver olhos para ver; veja!




Amam a Zeus;

Criaram para si anjos, santos, demônios, fantasias, alegorias e se fundamentaram na mentira para não morrer com a verdade nua & crua.

Cuidaram de revogar a lei, mudaram os tempos e inventaram um falso messias.

Homens psicopatas sem caráter, sem piedade, egoístas, parasitas, frios, calculistas, ambiciosos, religiosos da galochinha, hipócritas, insanos, falsos, inimigos da ética, da moral e principalmente do bom senso.

Colhedores de dízimos e de ofertas, exploradores da fé alheia, colonizadores da falcatrua, indivíduos de má fé, de perversa conduta, amigos de Lutero, de Hitler, de Dilma, de Lula, filhos da babilônia, descendentes de Ninrode, de Cã, de Tamuz, amantes de Semíramis. Se assentam na cadeira de Faraó e proferem palavras que nem o próprio Satam teria coragem.

Adoradores do Sol, se alimentam do sangue do capitalismo, sanguessugas da miséria, amigos de Ahmadinejad, do diabo, de Saddam Hussein, da mãe de deus e das orgias do capeta no 5º dos infernos. Celebram as festas pagãs, proclamam línguas estranhas, fazem culto com danças e cantos diante do altar de Lúcifer.

Enfeitam pinheiros, recebem Odin e Krampus em suas casas. Bebem, comem e depois entregam seus filhos e suas filhas ao prazer de Afrodite. Fazem oferendas a Iemanjá, lançam a sorte de suas vidas ao acaso, outros ao destino e mais outros a desgraça de suas próprias escolhas.

Declaram-se donos da verdade, intelectuais da fé, detentores dos oráculos celestiais. Mas, na verdade não passam de políticos, miseráveis ladrões, inimigos declarados e perseguidores da descendência de Davi e dos filhos de “Avraham”.


Comedores de carne de porco, de prostitutas, de Artemis, de suplementos plásticos, e coisas asquerosas. Servidores da religião de Constantino e de Alexandre o Grande. Montam presépios, presepadas, criam partidos políticos, fazem alianças com Mamón e amam desfilar em carros alegóricos geralmente no mês de fevereiro a seu deus “baal”. 










Nenhum comentário: