Total de visualizações de página

sábado, 21 de janeiro de 2012

Espirito Inconformado, ou em direção a uma nova vida.




Foge meu espírito da diáspora ao encontro do primeiro amor. Sigo de mãos limpas e com o coração puro o caminho contrario que me trouxe até aqui. Arremesso pedras contra o espelho das mitologias, das teologias, das demagogias, das hipocrisias, da falsa religiosidade e de toda mentira que inventaram no tentamento de ocultar a verdade.

Não me assento na roda dos escarnecedores, dos filhos de Ninrode, dos amantes de Constantino e dos seguidores de Lutero com seus respectivos sucessores.

Segue meu pensamento inconformado com as teorias que quase me fizeram acreditar nas teses sem pé e sem cabeça de pessoas que pregam um “Deus” e não sabem que Deus estão seguindo.

Religião é apenas um escape ou talvez uma tentativa que o homem encontrou para refugiar das suas próprias iniquidades. Se de fato a religião fosse um ponto de equilíbrio na humanidade, jamais teriam acontecido tantas atrocidades cometidas em favor da religião e em nome de “DYEUS”.

Em todo tempo a verdade nunca deixou de ser verdade, por mais que a mentira tentasse encobrir a sua luz, todavia isso nunca foi possível. Pois desde sempre o que é verdadeiro jamais deixou de prevalecer sobre o que é falso. Trilhar o caminho da verdade é muitas vezes andar em direção contraria a maioria, é rejeitar muitos conceitos para quebrar falsos paradigmas.

Infelizmente ou felizmente, quem deseja trilhar o caminho da verdade em sentido à fonte da vida terá que passar por rejeição, será taxado louco pela a razão de pensar, de agir e ser diferente. Mas, se assim é, assim deve ser. Todavia todos aqueles que foram chamados pelo o Eterno tiveram que abandonar a própria vida para uma nova vida. Este foi o caso de Abraão, Gideão, Davi, Jeremias, Isaias, Pedro, Estevão, Paulo, João...


Nenhum comentário: