Total de visualizações de página

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Quem é o Messias, ou quem somente pode perdoar pecados?



E dará à luz um filho e chamarás o seu nome Yeshua; porque ele salvará o seu povo dos seus pecados. (Mateus 1:21).

A primeira promessa do Senhor após a queda do homem é que da semente gerada através da mulher nasceria o homem que pisaria na cabeça da serpente e traria salvação de todas as iniquidades à humanidade. Os reis, os profetas e os sacerdotes em todo tempo da historia testificaram e anunciaram essa verdade. 

Por um só homem o pecado entrou no mundo e pelo o pecado a morte, assim também, todos pecaram e destituídos estão da gloria do Senhor. Da mesma forma que a iniquidade reinou fazendo muitos pecadores dignos de morte, pois o salário do pecado é a morte. Pela a obediência plena de um só homem muitos serão feitos justos e dignos da vida eterna. Assim diz as escrituras: O primeiro homem foi feito em alma vivente; o ultimo em espírito vivificante.

Diz o Zohar (Livro do Esplendor) testificando as palavras do profeta Isaias que se o Messias não tivesse tomado sobre si todos os castigos merecidos por Israel, ninguém seria capaz de suportar os sofrimentos do mundo. Mas o Messias suporta todos os sofrimentos da humanidade.

Mas, como pode o Messias trazer salvação, se as escrituras dizem que somente o Senhor Eterno é capaz de salvar o homem de seus pecados?

Sim, é verdade! Somente o Eterno é que tem poder para salvar o seu povo. Podemos observar nas escrituras que em todo tempo ele mesmo escolheu e capacitou pessoas para que seus propósitos fossem cumpridos. Um grande exemplo é Moises que apesar de não ser um homem perfeito e ser cheio de limitações foi chamado e capacitado para salvar o povo do Senhor do Egito.

Quem salvou Israel do Egito? Quem abriu o mar vermelho e libertou o povo? Foi o Senhor Eterno ou foi Moises?

É obvio que Senhor realizou todas as coisas através do profeta Moises.

Será que é tão difícil entender que somente o Senhor é capaz de salvar o homem e a humanidade? Será que ele não pode usar que ele quer na hora que ele quer para promover os seus feitos? Sim, ele sozinho criou todas as coisas. Mas, a partir do momento dele ter feito e criado o homem ele usou o homem como instrumento para realizar muitos dos seus feitos.

O nome do Messias Yeshua significa o “Eterno Salva”. O Messias foi escolhido pelo o Eterno para trazer salvação a todo aquele que nele crer e obedece a seus mandamentos. O Messias em si é apenas um homem comum, ele mesmo disse que o filho não tem nenhum poder se não for dado pelo o Pai. A bíblia diz que o Messias aprendeu o caminho da obediência através do sofrimento e mesmo não tendo pecado nenhum assumiu em si todas as culpas da humanidade fazendo-se um pecador. Ele entregou a sua própria vida para salvar todos aqueles que estavam mortos em seus próprios pecados.

Ele foi o servo sofredor que não tinha parecer nem formosura: e, olhando nós para ele, nenhuma beleza víamos, para que o desejássemos.

Era desprezado, e o mais indigno entre os homens, homem de dores, e experimentado nos trabalhos: e, como um de quem os homens escondiam o rosto, era desprezado, e não fizemos dele caso algum.

Verdadeiramente, ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si: e nós o reputamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido.

Mas ele foi ferido pelas nossas transgressões, e moído pelas nossas iniquidades: o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.

Todos nós andamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo seu caminho: mas o Senhor fez cair sobre ele à iniquidade de nós todos.

Ele foi oprimido, mas não abriu a sua boca: como um cordeiro foi levado ao matadouro, e, como a ovelha muda, perante os seus tosquiadores, ele não abriu a sua boca.

Da opressão e do juízo foi tirado; e quem contará o tempo da sua vida? Porquanto foi cortado da terra dos viventes: pela transgressão do meu povo foi ele atingido.

E puseram a sua sepultura com os ímpios, e com o rico na sua morte; porquanto nunca fez injustiça, nem houve engano na sua boca.

Todavia, ao Senhor agradou moê-lo, fazendo-o enfermar; quando a sua alma se puser por expiação do pecado, verá a sua posteridade, prolongará os dias; e o bom prazer do Senhor prosperará na sua mão.

O trabalho da sua alma ele verá, e ficará satisfeito; com o seu conhecimento o meu servo, o justo, justificará a muitos: porque as iniquidades deles levará sobre si.

Pelo que, lhe darei a parte de muitos, e com os poderosos repartirá ele o despojo; porquanto derramou a sua alma na morte, e foi contado com os transgressores; mas ele levou sobre si o pecado de muitos, e pelos transgressores intercede.

Nenhum comentário: