Total de visualizações de página

domingo, 27 de março de 2011

PÁSCOA – UMA CELEBRAÇÃO HISTÓRICA, PROFÉTICA E ESPIRITUAL

Por Giliardi Rodrigues

Apesar da festa de tabernáculos ser a maior festa da bíblia, a ponto de ser chamada “A Festa”, a celebração de páscoa é sem sombra de duvida a mais importante. Pois, todas as festas estão interligadas diretamente ou indiretamente a ela. Além disso, no mesmo período de páscoa se celebra o ano novo bíblico, a festa de pães ázimos, Purim e cinquenta dias depois da páscoa a festa de pentecostes.

O que poucas pessoas sabem, é que celebrar a festa de páscoa é um mandamento. O Eterno ordenou que esta solenidade fosse exaltada por todas as gerações por estatuto perpétuo.

E este dia vos será por memória, e celebrá-lo-eis por festa ao Senhor: nas vossas gerações o celebrareis, por estatuto perpétuo. (Êxodo 12:14).

A páscoa é a festa da liberdade ou da libertação da escravidão. Tanto no sentido histórico, quanto no âmbito espiritual. Ela remete a passagem de um estado inferior para uma condição superior.

A Casa de Israel comemora páscoa em memória a libertação do povo Hebreu da escravidão do Egito. Já o cristianismo celebra a páscoa por causa da morte de Jesus que aconteceu no período de páscoa. Embora a festa tenha origem judaica, ela é celebrada por vários povos da terra, pois em ambos os casos remonta a transição do velho para o novo, ou seja, a passagem de uma vida de escravidão para uma vida de liberdade.

O Senhor Jesus, na noite em que foi traído, tomou o pão; E, tendo dado graças, o partiu e disse: Tomai, comei: isto é o meu corpo, que é partido por vós; fazei isto em memória de mim. Semelhantemente, também, depois de cear, tomou o cálice, dizendo: Este cálice é o Novo Testamento no meu sangue: fazei isto, todas as vezes que beberdes, em memória de mim. Porque, todas as vezes que comerdes este pão e beberdes este cálice, anunciais a morte do Senhor, até que venha. (1 Co 11:23-26)

A solenidade de páscoa também tem um sentido profético. A bíblia nos diz que um dia o Messias virá para estabelecer o seu Reino e para resgatar o seu povo da escravidão deste mundo para a nova Jerusalém.

Parece que a historia volta a se repetir, da mesma forma que Moisés libertou o povo do mundo do Egito, o Messias um dia virá para libertar o seu povo deste mundo. Moises conduziu o povo ensinando a lei do Senhor pelo o deserto, da mesma forma o Messias colocará a lei no coração dos salvos durante o seu reino milenar. As escrituras dizem que o modelo de liderança feita por Moisés será o modelo de liderança do Messias em um sentido muito mais elevado. Moises mesmo disse que haveria um que é semelhante a ele e ao mesmo tempo maior do que ele, ao Messias todo o povo deve dar ouvidos e obedecer, caso contrário, será retirado do meio do povo do Senhor.

Existem muitos motivos pelos quais devemos celebrar páscoa:

·         A passagem da escravidão para a liberdade.
·         A transição das trevas para a luz.
·         A caminho da morte para a vida.
·         A saída do deserto para Jerusalém
·         A fidelidade do Senhor para com seu povo.
·         A memória do povo do Senhor.
·         O egresso da ignorância para a sabedoria.
·         Mudança da miséria para abundancia.
·         O novo nascimento.
·         A libertação deste mundo para o Reino do Messias.




Nenhum comentário: