Total de visualizações de página

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Os males de Religare.

Por Giliardi Rodrigues


 

A religião passou a existir com a finalidade de conectar ou reconectar o natural com o sobrenatural. Desde o dia em que o pecado entrou no mundo e o homem se desligou de D'us, a religião e a teologia passaram a desempenhar um papel fundamental na busca e na compreensão da natureza humana.

A queda do homem causou grandes danos e abriu um amplo abismo na existência da criação. Ao longo da vivência humana a religião, a ciência e a tecnologia se desenvolveram com o objetivo de preencher o espaço causado pela a queda do homem.

A essência da religião em si pode ser até boa, mas se torna maléfica quando deixa de cumprir os seus princípios para satisfazer interesses próprios. A religião não pode ser classificada como certa ou errada, pois vai depender de como as pessoas usam da religião para fazer o bem ou para praticar o mal.

Hoje existem centenas de religiões espalhadas pelo o mundo, cada religião tem seus próprios credos, doutrinas, liturgias e filosofias. Dentro destas centenas é muito difícil apontar qual é a certa e qual é a errada, isso porque todas apresentam pontos positivos e pontos negativos.

Também é um erro pensar ou achar que todos os caminhos podem levar o homem a D'us. Existe apenas um caminho que pode levar o homem a D'us e esse caminho se chama "verdade". Apesar de muitos acharem que a verdade é relativa e que cada um pode ter a sua própria verdade, não quer dizer que todos de fato estão com a verdade.

O mal da religião é pensar que todas as religiões estão erradas e somente a sua religião ser a certa. Isso é denominado fundamentalismo religioso ou em outras palavras "hipocrisia". Logo aquilo que tinha o desígnio de conectar a criatura com o seu criador se vira ao avesso, o homem passa a fazer discriminação e acepção de pessoas através da sua religião.

O fato é que D'us jamais criou ou fundou uma religião, D'us nunca fez acepção de pessoas, pelo o contrário, ele sempre se fez acessível a todos aqueles que o buscaram com humildade e sinceridade. D'us é um D'us de todos, mas isso não quer dizer que todas as religiões sejam de D'us, muitas religiões roubam, matam e mentem usando o nome de D'us.

Milhões e milhões de pessoas foram assassinadas por causa da religião, se não fosse pela a religião jamais teria acontecido à maldita inquisição e o holocausto, muitas guerras poderia ter sido evitadas, tantos massacres e perseguições religiosas jamais teriam acontecidas. A religião também foi responsável para trazer inúmeras divisões políticas e sociais. Alem disso, muita mentira é proclamada e encoberta através da religião. Muitos sofismas, crendices, falsos conceitos a respeito de D'us são desenvolvidos através da falsa religiosidade.

Inúmeras pessoas são levadas ao engano devido ao seu desespero, a falta de conhecimento e sua fragilidade espiritual. Todos os dias muitos são alvos de espertalhões que usam da boa fé dos seus adeptos para usurpar dinheiro e enganá-los em nome de D'us. A religião passou a ser ao mesmo tempo um lugar freqüentado por pessoas sinceras que realmente pretendem servir a D'us, como também um antro de ladrões, pretensiosos, assassinos e enganadores.

Por outro lado, é muito complicado a pessoa abandonar a religião para viver de forma autônoma dentro da sociedade. O homem não é senhor de si mesmo, não consegue viver sem princípios e em plena ausência de espiritualidade. Querendo ou não, a religião é uma grande ferramenta para ensinar aquilo que é certo e errado, aquilo que licito e aquilo que não é licito praticar.

Particularmente creio que a religião não meramente um sistema, mas um relacionamento com D'us. A verdadeira religião é o amor. Sem amor não podemos conviver um com os outros, onde existe amor também existe o respeito e o senso de justiça. O amor nos ensina a relacionar e a conviver bem mesmo com as diferenças, o amor nos ensina a aprender respeitando o direito do outro.

O amor conecta todas as coisas, junta o natural com o sobrenatural, o amor nos aproxima de D'us, pois D'us é amor. O amor não causa divisões, mas unidade. O principio do amor é a obediência a D'us. Por esse motivo devemos amar a D'us sobre todas as coisas e o nosso próximo como a nós mesmos. Um grande sábio disse que as escrituras sagradas podem ser resumidas em amor e que não devemos fazer com o outro aquilo que não desejamos para nós. Somente assim poderemos construir um mundo melhor para viver.

D'us é amor! E quem de fato ama a D'us não quer o amor somente para si, pois o amor não é invejoso e não busca seus próprios interesses. Quem ama a D'us vive em obediência aos seus mandamentos, tem prazer em praticar a justiça e viver de forma integra, sincera e honesta.

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

A chave do Reino de D'us.


Por Giliardi Rodrigues


Na busca de uma espiritualidade pura, sincera e abalizada na palavra de D'us, a santidade é o principal desígnio de quem busca um padrão de vida ético, sincero e justo. A bíblia como palavra de D'us é a fonte de regra e conduta para servos do Reino de D'us. O grande desafio daqueles que foram chamados e escolhidos para propagar o Reino de D'us nesta terra é expandir a mensagem do evangelho. Somente através da justiça do Reino é que teremos um mundo melhor para viver. 

A chave do Reino é a obediência aos mandamentos de D'us. Os preceitos de D'us são retos e justos. A lei de D'us é perfeita e refrigera a alma, sabemos também que a lei é boa, os mandamentos santos, justos e bons. 

Yeshua (Jesus) não veio a este mundo para abolir a lei de D'us, mas para trazer salvação através da graça e ensinar as pessoas obediência a D'us através dos mandamentos. O Messias veio trazer uma melhor compreensão a respeito dos princípios de D'us. A bíblia diz que em tudo o filho foi obediente ao Pai e que se crermos e amamos o filho temos que também observar e obedecer aos mandamentos do Pai. 

Ninguém obedece à lei para ser salvo, mas o salvo que foi redimido pelo o Messias tem prazer na lei de D'us. Os mandamentos de D'us são retos, justos e bons. A única parte da bíblia que foi escrita com o próprio dedo de D'us foram os dez mandamentos, de modo que eles são perpétuos e universais. 

Existe um sofisma que diz que a lei de D'us foi abolida e que todos os caminhos levam a D'us, essa é uma grande mentira que tentam apregoar para justificar a desobediência aos mandamentos de D'us, que independente da conduta de cada um, todos já estão salvos da ira vindoura, pois todos são filhos de D'us. Ao contrario do que as escrituras sagradas ensinam muitos líderes religiosos, filósofos e pensadores usam a bíblia por conveniência e interpretam os textos de acordo com seus interesses.

Esse talvez seja o grande mistério que permeia a vida dos servos do Reino de D'us. Pois apesar de muitas pessoas pensarem e/ou falarem que conhecem a D'us, pouquíssimas pessoas conhecem verdadeiramente ao D'us que criou os céus e a terra. Na verdade, os verdadeiros filhos de D'us são aqueles que amam a D'us sobre todas as coisas e guardam os seus mandamentos. Porque este é o amor de D'us, que guardemos os seus mandamentos, pois eles são justos e não são pesados. Porque todo o que é nascido de D'us vence o mundo; e a vitória que vence o mundo, é a nossa fidelidade através da nossa obediência.
 

terça-feira, 9 de novembro de 2010

O que não quero e o que quero.

Por Giliardi Rodrigues


 

Não, não quero viver uma fé reformada baseada em teologias adaptadas,

Não, não quero viver uma falsa religiosidade aprimorada em sofismas e inverdades,

Não, não quero viver uma demagogia de hipocrisia e fantasias,

Não, não quero viver de misticismos, fundamentalismos e outros ismos,

Não, não quero viver praticando rituais vazios e sem sentidos,

Não, não quero viver comprando bênçãos com dinheiro de dízimos e ofertas,

Não, não quero viver seguindo falsos mestres, falsos profetas, falsos pastores...

Não, não quero viver onde o Espírito de D'us não está,

Não, não quero viver onde a verdade não é pregada,

Não, não quero viver um evangelho de conveniências,

Não, não quero viver desobedecendo a D'us para agradar homens,

Não, não quero viver uma obediência relativa e circunstancial,

Não, não quero viver na mentira, na avareza e na idolatria,

Não, não quero viver segundo os rudimentos do mundo,

Não, não quero viver na pratica do pecado,

Não, não quero viver cantando canções de fanfarrões

Não, não quero acreditar em utopias, filosofias e ladainhas,

Não, não quero viver atrás de um deus que não existe e que nunca existiu.


 

Quero sim, viver uma fé restaurada aos padrões bíblicos da fé,

Quero sim, uma religião que me conecte ao Eterno,

Quero sim, viver trabalhando e ajudando quem precisa,

Quero sim, ser servo do Reino de D'us,

Quero sim, louvar ao Eterno em Espírito e em verdade,

Quero sim, fazer orações sinceras e ter um coração puro,

Quero sim, amar ao Eterno sobre todas as coisas,

Quero sim, amar ao meu próximo como a mim mesmo,

Quero sim, viver em obediência a lei de D'us, que é santa, justa e perfeita.

Quero sim, agradecer a D'us todos os dias pela a sua bondade, misericórdia e amor,

Quero sim, praticar a verdade, a justiça e o amor,

Quero sim, servir aos D'us criador dos céus, da terra e de tudo o que existe,

Quero sim, confessar para o mundo que Yeshua (Jesus) é o meu Rei e meu salvador,

Quero sim, anunciar as boas novas do Reino de D'us.

Quero sim, ser um instrumento de justiça nas Mãos de D'us

Quero sim, produzir frutos através do Espírito Santo,

Quero sim, dizer às maravilhas que o Eterno tem operado através da minha vida

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

A mensagem do Evangelho do Reino

Por Giliardi Rodrigues

Nunca ninguém jamais poderá ser mesmo depois de ter conhecido o caminho, a verdade e a vida. O evangelho da cruz é o testemunho da graça e do amor de D'us. O Messias que desde o principio foi anunciado pelo os profetas é não somente o nosso Rei, como também nosso Redentor. O Reino de D'us foi manifesto a nós, de maneira que a gloria de D'us foi revelada através de seu filho. Se antes vivíamos em trevas e sem esperança, hoje temos a convicção de que fomos resgatados do império das trevas para o Reino da Luz.

Doentes são curados,

Presos são libertados,

Perdidos são salvos,

Pecadores são perdoados,

Mortos são ressuscitados,

Impuros são purificados,

Aflitos são ajudados,

Desprezados são amados,

Os que choram são consolados.

É impactante a mensagem do evangelho do Reino de D'us, não há nada mais lindo de ter essa experiência e viver essa realidade. Fomos salvos pela a graça de D'us para vivermos em obediência a lei do Eterno. O mal não tem mais poder sobre nós, pois fomos lavados e remidos pelo o sangue poderoso do Messias. O evangelho do Reino é escândalo para os judeus e loucura para os gentios, o Eterno escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir a sábias, D'us escolheu as coisas vis deste mundo, e as desprezíveis, e as que não são para aniquilar as que são; Para que nenhuma carne se glorie perante Ele. Mas nós somos d'Ele, em Yeshua Ha Mashiach, o qual para nós foi feito, por Deus, sabedoria, e justiça, e santificação, e redenção.