Total de visualizações de página

sábado, 14 de agosto de 2010

Vaidade de vaidades...

contador de visitas
Este Blog
Link daqui
A web
Este Blog
 
 
 
 

Por Giliardi Rodrigues




Vaidade de vaidades...
Na verdade tudo é vaidade.
Nas torres da cidade
E no ego das celebridades.


Vaidade de vaidades...
Na realidade tudo é vaidade.
Num mundo de complexidades
Impera a tecnologia de futilidades.


Vaidade de vaidades...
Muitas teorias e poucas afinidades,
Ilusões e fantasias, mentiras e falsidades,
Vivendo no engano, mas em busca da felicidade.


Vaidade de vaidades...
O dinheiro é a sina da mais pura irresponsabilidade,
Matam por prazer, sem dó e sem piedade,
Muita habilidade para pouca cumplicidade.


Vaidade de vaidades...
Dizia o sábio Salomão confuso na sua genialidade,
Como um aio sem sustentabilidade,
Mulheres pode ser um apoio, mas também a falta de tranquilidade.


Vaidade de vaidades...
Quem é digno para ter ainda dignidade?
Quem é justo na sua totalidade?
Será que o amor tem prazo de validade?


Vaidade de vaidades...
Muitas dúvidas, muitas possibilidades,
Muitas dívidas, poucas propriedades,
Muito blá, blá, blá... E pouca objetividade.


Vaidade de vaidades...
Com inércia, sem agilidade,
Sem estratégia, sem finalidade,
Basta a hipocrisia com toda a sua formalidade.


Vaidade de vaidades...
Não sou poeta, sou apenas Gileade,
Desculpem-me a sinceridade,
Mas, até mesmo eu contenho vaidades.

Nenhum comentário: