Total de visualizações de página

quinta-feira, 13 de maio de 2010

O dia em que D’us escreve e apaga os nomes do livro da vida

Por Giliardi Rodrigues

Então disse o Senhor a Moisés: Aquele que tiver pecado contra mim, a este riscarei do meu livro. (Êxodo 32:33).
D'us tem em posse um livro que se chama “Sefer Ha Chaim” também popularmente conhecido como o livro da vida. Neste livro está escrito o nome de todos os justos e das pessoas salvas que consequentemente herdarão a eternidade no paraíso.
Conforme a memória judaica no dia em que se celebra o ano novo bíblico, D'us julga a humanidade e no Yom Kipur (dia do perdão) D'us abre este livro para rever os nomes das pessoas que merecem continuar no livro da vida ou terem seus nomes apagados dele. Este dia é um dia especial pelo qual as pessoas devem se unir em oração para se santificar ao Senhor. Rosh Rashaná é um dia de juízo, é um dia em D'us juga a humanidade, enquanto Yom Kipur é um dia de misericórdia, graça e perdão.
Sejam riscados do livro da vida e não sejam inscritos com os justos.     (Salmos 69:28)
Segundo a tradição judaica dez dias após o ano novo, D'us sela no livro os nomes das pessoas que merecem a salvação através da graça e risca do livro o nome das pessoas que não merecem mais estar nele. O ano novo na bíblia é marcado pelo o toque do Shofar, o homem foi criado em Rosh Rashaná, por esse motivo no ano novo judaico se celebra o aniversario da criação do homem.
Disse o Senhor a Moisés:
Ora, o décimo dia desse sétimo mês será o dia da expiação; tereis santa convocação, e afligireis as vossas almas; e oferecereis oferta queimada ao Senhor. Nesse dia não fareis trabalho algum; porque é o dia da expiação, para nele fazer-se expiação por vós perante o Senhor vosso Deus. Pois toda alma que não se afligir nesse dia, será extirpada do seu povo. Também toda alma que nesse dia fizer algum trabalho, eu a destruirei do meio do seu povo. Não fareis nele trabalho algum; isso será estatuto perpétuo pelas vossas gerações em todas as vossas habitações. (Levítico 23:26-31).
Embora a graça de D'us seja um favor não merecido, existem condições pelo o qual o homem deve se submeter para não perder a salvação. A bíblia é clara, somente o que perseverar até o fim em obediência a lei de D'us herdará a vida eterna e não terá o seu nome apagado do livro da vida.  
Desde modo fica fácil compreender que o homem é salvo pela a graça para obedecer à lei de D'us. A graça não anula a lei e nem a lei é contrária à graça. Ambas se completam e cooperam para a salvação do homem. Fazendo uma ilustração seria a lei uma vacina contra o pecado e a graça como um antidoto contra o pecado, ou seja, o homem que obedece a lei de D'us não peca e se por ventura um dia pecar e logo se arrepender a graça de D'us é derramada sobre ele em sinal que os seus pecados foram perdoados. Entretanto se este homem não se arrepender e continuar na pratica da desobediência à lei de D'us (Iniquidade) ele está rejeitando a graça de D'us derramada sobre ele.
Se não houvesse a possibilidade do arrependimento, jamais poderia existir o livre arbítrio, a liberdade de escolha entre o bem o mal permite o homem errar e se afastar de D'us. Como do contrário, também existe a possibilidade do arrependimento e de voltar para D'us.
O que vencer será vestido de vestes brancas, e de maneira nenhuma riscarei o seu nome do livro da vida, e confessarei o seu nome diante do meu Pai e diante dos seus anjos. (Apocalipse 3:5)
Dia após dia temos que buscar crescer na obediência a lei de D'us. O salmista Davi diz que a lei de D'us é boa e refrigera a alma dos justos. Nunca andar em obediência aos mandamentos de D'us deve ser um fardo para o homem, pelo o contrário, os mandamentos de D'us são leves e suaves para os que buscam a justiça do Reino de D'us.
Jesus (Yeshua) foi o único homem que passou nesta terra e conseguiu em tudo ser obediente ao Pai. Devemos olhar para as atitudes dele como referencial para compreendermos os propósitos da lei de D'us. O Espirito Santo (Ruach HaKadosh) nos convence do pecado quebrantando o nosso coração para sermos guiados com entendimento segundo a palavra de D'us.  
Do contrario, aqueles que rejeitam a lei de D'us e buscam andar segundo os seus próprios entendimentos estão sujeitos a terem seus nomes apagados do livro da vida.
Assim diz as escrituras:
E aquele que não foi achado escrito no livro da vida, foi lançado no lago de fogo. (Apocalipse 20:15)
 



Nenhum comentário: