Total de visualizações de página

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Um deus como esse D'us; Não há!

Por Giliardi Rodrigues


 

Um D'us que ninguém pode ver e que ninguém nunca viu, criou o mundo com palavras. (Salmos 36:6 / Hebreus 11:3)

Um D'us que é espírito e que não tem forma humana, não pode ser representado por imagens de esculturas. (Isaias 44:9-10 / Salmos 97:7/ Isaias 1:29 / Isaias 42:17 / Isaias 45:16)

Um D'us que imanente e ao mesmo tempo transcendente, também é onipresente, onisciente e onipotente. (Salmos 139)

Um D'us que é amor e ao mesmo tempo justiça. Criou o bem, o mal, a luz e as trevas. (Isaias 45:7 / Lamentações 3:18)

Um D'us que está acima de todas as coisas, e ao mesmo tempo se faz acessível a aqueles que o buscam em espírito e em verdade. (João 4:23 / 2 Coríntios 3:17)

Um D'us que é soberano, tem um reino que governa sobre toda a criação com leis justas. (Nemias 9;13 / Salmos 19;7 / salmos 45:6 / salmos 145:13)

Um D'us que não mente e cumpre o que fala, nunca falhou nas suas promessas. (Números 23:19 / Tiago 1:17)

Um D'us que é eterno. Não se cansa e não se fadiga, o seu trono é perpetuo e a sua justiça dura para sempre (Salmos 45:6 / Isaias 40:28)

Um D'us que não teve início e nem terá fim, sua existência jamais irá cessar. Ele é imortal e infinito (Deuteronômio 33:27 / Salmos 90:2 / 1 Timóteo 1:17).

Um D'us que é imutável e ele é absolutamente confiável (Malaquias 3:6 / Números 23:19 / Salmos 102:26 - 27).

Um D'us que é incomparável, nada e ninguém pode se igualar a ele em obras ou em ser. Ele é inigualável e perfeito (2 Samuel 7:22 / Salmos 86:8 / Isaías 40:25 / Mateus 5:48).

Um D'us que é inescrutável e imensurável, inencontrável, impossível de ser inteiramente entendido (Isaías 40:28 / Salmos 145:3 / Romanos 11:33-34)


 

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Biblia The Word (Download)


 
 
Pense numa Bíblia que reúna diversas versões e traduções, inclusive as línguas originais, além de referências cruzadas e diversos dicionários, comentários bíblicos, devocionais, livros, gráficos, etc. E tudo isso de graça. Esta Bíblia existe e você pode tê-la no seu computador: chama-se The Word.


The Word é um software completo para estudos bíblicos e entre os seus recursos estão:

1. Comparação fácil e rápida entre diversas traduções da Bíblia

2. Pesquisa de palavras e expressões na Bíblia toda, inclusive em hebraico e grego, permitindo o uso de operadores (“and”, “or”, “xor”, “near”) e curingas (“*”, “?”) expressando os resultados em percentuais de ocorrência em cada livro da Bíblia.

3. É possível destacar textos da Bíblia e de outros recursos, como se estivesse utilizando canetas marca-textos

4. Possibilita criar listas de versículos, além das facilidades de copiar para área de transferência e copiar para qualquer outro editor de textos

5. As referências cruzadas são intuitivas e é possível exibi-las após cada versículo da Bíblia, bastando posicionar o cursor sobre elas para que o texto seja mostrado.

6. Outro recurso sensacional é que se você vir uma referência bíblica num site ou num documento pdf e quiser saber o que diz o verso, basta selecionar a referência e copiar. Se The Word estiver rodando, imediatamente abre uma janela pop-up onde o mouse está posicionado e exibe a passagem bíblica.

7. Você pode adicionar ou subtrair módulos conforme você desejar. Cada vez que uma nova tradução ou novo comentário for publicado, você pode ampliar sua biblioteca.

8. Você pode customizar a aparência, alterando a localização dos recursos na tela como preferir, além de adicionar skins para deixar The Word com a cara que desejar.

9. O programa suporta diversos idiomas, inclusive o português. Infelizmente, ainda são poucos os recursos em português, mas há quatro Bíblias em Português(*) - duas brasileiras e duas de Portugal. Mas se inglês não for um grande problema, são dezenas de recursos e acredito que se o número de usuários da língua portuguesa aumentar, teremos mais recursos.

10. Se quiser carregar a Bíblia por aí, pode. A The Word é portable, ou seja, você pode instalar num pendrive e abrir em qualquer computador.

Como dissemos, tudo isso é sem nenhum custo, The Word é totalmente free. Existem alguns módulos, como comentários e Bíblias mais modernas que são pagos, mas a maioria é totalmente grátis. Nenhum recurso de funcionalidade da Bíblia é bloqueado, não é exibido banner e após alguns meses de uso você vai receber um único pedido de donativo do criador do software.

Clique aqui para baixar The Word. Caso tenha alguma dificuldade não se acanhe em perguntar. E em outros posts estaremos dando dicas para você instalar, customizar e usufruir dos recursos dessa Bíblia.
 
 
http://theword.gr

quarta-feira, 14 de abril de 2010

A lei da graça


Por Giliardi Rodrigues

A graça de D'us é um favor não merecido, um ato de amor de D'us para com o homem. A graça como o próprio nome diz é um dom, uma dádiva sem méritos. Ninguém é merecedor do amor de D'us, mas pela a sua misericórdia alcançamos o favor do perdão. A graça é redentora, ela é um benefício que carecemos, mas que pelos os nossos atos não merecemos. A graça é de graça, é um presente de valor incalculável de modo que não existe dinheiro no mundo que possa comprar esse favor.
Todos, sem exceção somos resgatados das garras do mal pela a graça, ela é o antídoto das trevas, nada pode contra a graça, senão pela a graça. Entretanto a graça não isenta ninguém da obediência a lei de D'us. Somos salvos para a liberdade e não para a libertinagem, somos salvos da escravidão do pecado para a servidão da justiça.
A bíblia diz que D'us é rei e seu Reino é soberano, ou seja, ele é Senhor sobre tudo e sobre todas as coisas. O homem foi criado para servir a este reino e não para ser escravo do mundo. Não existe nada que seja autônomo na natureza, nada que seja amo de si mesmo. Tudo o que existe, foi criado para um propósito; as criaturas foram criadas para servirem o seu criador.
Toda a criação veio a existir por um ato de graça, ao mesmo tempo toda a criação é permeada por leis que regem para a ordem, o equilíbrio e a justiça. Já imaginou se não existisse a lei da gravidade? Tudo ficaria flutuando em uma grande desordem no planeta. Se não existissem leis de transito, seriam impossíveis tantos veículos circulando ao mesmo tempo dentro das grandes metrópoles. Se não existissem leis na sociedade, o mundo estaria mais perdido do que estar.
No Reino de D'us não é diferente, a graça e a lei são unas, não existe dicotomia entre uma coisa e outra. O Reino se expande através da graça, trazendo salvação, redenção e restauração, ao mesmo tempo constituindo leis para que haja justiça, paz, respeito e ordem.
Embora muitos teólogos insistissem na idéia que a graça é oposta a lei, a bíblia diz que uma não existe sem a outra. A lei é como se fosse uma vacina para o pecado, enquanto a graça um remédio para quem foi contaminado pelo o pecado. Ambas exercem funções imprescindíveis para o reino de D'us. A graça foi criada para gerar vida e a lei foi criada para trazer qualidade de vida.
A ética e a moral só podem existir se houve uma lei; uma constituição. O maior de todos os mandamentos é amar a D'us sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo. Quem ama a D'us, também ama tudo o que foi criado por D'us. Quem ama a D'us não blasfema contra ele, não toma o nome dele em vão, não anda dando mau testemunho, não quer o mal para o seu próximo e nem tem prazer da desgraça do outro. A ética do Reino de D'us se firma sobre dois pilares: O amor e a justiça.
D'us é amor e também é justiça. Ele corrige porque ama e ama de tal modo que não quer que nenhuns de seus filhos se percam. Uma mãe quando corrige seu filho não é porque não o ama, muito pelo o contrário, ela ama tanto que não deseja que seu filho cresça cometendo erros.
Todos têm direitos e deveres. Temos direito a liberdade, com do mesmo modo o dever de respeitar uns aos outros. O direito de um termina, quando o do outro começa. Não devemos fazer com o outro aquilo que não desejamos para nós mesmos. Quem diz que ama a D'us e não ama o seu próximo é mentiroso e nele não está à verdade, pois como pode a amar a D'us a quem nunca viu e não ama o seu irmão a quem vê?
A bíblia diz que o amor de D'us é incondicional, ele ama os homens como uma mãe ama seus filhos. O filho pode ser o que for, mas o amor da mãe nunca vai acabar pelo o seu filho, simplesmente a mãe ama o seu filho não porque ele faz, mas porque o que ele representa para ela. O filho querendo ou não é uma parte da mãe, pois foi gerada por ela. Assim somos diante de D'us, ele nos ama porque somos parte dele, fomos gerados a imagem e semelhança dele. O fôlego que temos de vida veio do próprio D'us.
D'us não obriga ninguém a amá-lo, quem quiser servir e obedecer a D'us não é por obrigação e nem por imposição, mas por amor espontâneo. D'us poderia em um estralo de dedos obrigarem todos os homens a amá-lo e a obedecê-lo, no entanto não foi para isso que ele nos criou, D'us não criou robôs programados simplesmente para fazer um tipo de coisa, mas criou o homem com liberdade de escolhas, deu ao homem o chamado livre-arbítrio e o direito de escolher entre o bem e o mal.
Existem apenas dois caminhos: o do bem e o do mal. Servimos a D'us por amor porque ele é justo e fiel ou desprezamos essa graça para vivermos escravos do mal. Lembrando apenas que D'us nos deu a vida para vivermos em abundancia se submetermos a obediência a sua lei, ao contrario o mal não nos deu nada e ainda quer tirar o que temos de mais precioso: A vida.
A lei da graça é vivermos em obediência aos mandamentos de D'us. Para isso fomos resgatados do império do mal para o Reino da justiça. A graça não é contrária a lei e nem a lei é contrária a graça. Ambas servem para combater o mal que habita em nossa carne. O nosso espírito milita contra a nossa carne e nossa carne contra o espírito, a nossa carne está sobre o julgo de uma natureza caída e degredada pelo o pecado, ao contrario o nosso espírito que habita dentro de nós chora, geme e clama por redenção e restauração. Precisamos dia após dia negar a nossa carne (natureza pecaminosa) para andarmos em entendimento de espírito.
Andar na graça significa acima de tudo sermos obedientes à palavra de D'us. Quem ama a D'us não tem prazer no pecado. Devemos guardar a lei de D'us em nosso coração para não mais pecar contra o nosso Pai. A lei do Senhor é perfeita e refrigera a alma; o testemunho do Senhor é fiel e dá sabedoria aos simples. Os preceitos do Senhor são retos e alegram o coração: o mandamento do Senhor é puro e alumia os olhos. O temor do Senhor é limpo e permanece eternamente; os juízos do Senhor são verdadeiros e justos juntamente. Mais desejáveis são do que o ouro, sim, do que muito ouro fino; e mais doces do que o mel e o licor dos favos.




domingo, 4 de abril de 2010

A religião dos homens e a religião de D'us.


Por Giliardi Rodrigues

 

A religião se torna um pecado quando começa a se fundamentar nos seus próprios dogmas.  O fundamentalismo tem sido o grande motivo de segregação das pessoas, as religiões em vez de unir, têm levantado muros cada vez mais altos, assim separando o homem de D'us.
A fim de defender seus próprios interesses, a religião tem colocado os princípios de D'us em segundo plano. As cobranças de indulgencias penitenciam as pessoas, o ritualismo, o dualismo, a busca pelo o poder e a ambição de expandir fronteiras, tem gerado fanatismo, preconceito e o fundamentalismo religioso.
Quando uma religião se tranca nos seus próprios conceitos como uma verdade absoluta, nasce à idolatria a religião. As pessoas têm menos valor do que as doutrinas, o culto se torna um fim em si mesmo, a intolerância se torna uma arma de ódio e preconceito que é disparada contra pessoas de outros credos.
Talvez o ecumenismo e nem o relativismo seja a solução para esse problema. O mandamento é amar as pessoas e não necessariamente concordar com as práticas de vida do outro. O que deve unir as pessoas não é a religião e sim o respeito e o amor pela a vida.
O diálogo e o respeito são grandes iniciativas para essa relação.
Cada um tem o direito de seguir a religião que quiser, cada pessoa deve ter a consciência de sua liberdade. Temos que aprender a viver e a conviver com as diferenças. D'us nos fez iguais e ao mesmo tempo concedeu a cada ser uma maneira pensar, agir e enxergar o mundo.
A religião foi criada com a intenção e a tentativa de unir as pessoas ou de se apor de alguma forma mais próximo de D'us, mas em vez de aquilo que foi feito para juntar, tem sido um grande motivo dividir, separar, espalhar e segregar.
D'us não criou nenhuma religião, assim não podemos afirmar que esta é certa e aquela é errada.
Por causa da religiosidade judaica Yeshua (Jesus) foi morto. Por causa da religiosidade Cristã, os judeus foram perseguidos e mortos na inquisição e no holocausto. Por causa da religião Jerusalém foi atacada nas chamadas cruzadas e centenas de milhares de pessoas foram mortas. Por motivos religiosos judeus e mulçumanos vivem em guerras há centenas de anos. Por causa da religião, africanos passam fome e vivem em guerras civis. Por causa da religião a Irlanda tem sido palco de derramamento de sangue entre católicos e protestantes. A religião tem feito com que indianos sofram de doenças e passem fome, o rio Ganges é um verdadeiro esgoto ao céu aberto e pessoas tomam ganho e bebem a água dele por achar que um rio imundo é sagrado. Lutero quando deu inicio ao movimento protestante, muito sangue e muitas vidas foram ceifados na Alemanha. Devido os conflitos religiosos, mais de 460 pessoas foram mortas na Nigéria no conflito ente cristãos e muçulmanos. Poderíamos citar centenas de acontecimentos, esses são apenas alguns fatos gerados pelos os conflitos religiosos em todo o mundo.
Se alguém diz: Eu amo a Deus, e não ama seu irmão, é mentiroso. Pois, quem não ama o seu irmão, ao qual viu, como pode amar a Deus, a quem não viu? (1 Jo 4:20) “Se alguém cuida ser religioso e não refreia a sua língua, mas engana o seu coração, a sua religião é vã. A religião pura e imaculada diante de nosso Deus e Pai é esta: Visitar os órfãos e as viúvas nas suas aflições e guardar-se isento da corrupção do mundo”. (Tg. 1.26-27)
Toda e qualquer religião que se oponha aos preceitos de D'us é falsa e mentirosa. A verdadeira religião se fundamenta no amor, na paz e na justiça. A hipocrisia religiosa tem sido um câncer que contamina e corrompe a sociedade.
É um engano pensar que todas as religiões levam o homem a D'us, Essa é uma grande mentira que foi espalhada por todo o mundo. Nenhuma religião pode levar o homem a D'us, nenhum homem pode levar outra pessoa a D'us. Cada um é responsável pelas as suas próprias atitudes, pois a salvação é individual.
D'us irá julgar cada um pelas suas próprias obras e atitudes, cada um prestará contas diante do Eterno no dia do juízo final, independente do credo e da religião. Todos um dia estaremos diante do D'us Criador de todas as coisas. Todos sem exceção, seja cristão, ateu, budista, espírita, judeu, muçulmano, indiano, macumbeiro etc.
Os seres humanos foram criados por D'us para se relacionarem entre si com amor e respeito, D'us jamais fundou uma instituição religiosa. Se os religiosos tivesse um ouvido mais afinado para a voz de D'us, com certeza teríamos um mundo com mais paz, justiça e amor.

A verdadeira religião não segrega as pessoas, mas as une em amor.
A verdadeira religião não prega ódio, mas paz e justiça.
A verdadeira religião não cria fanáticos fundamentalistas, mas pessoas caridosas.
A verdadeira religião não se tranca em si, mas trabalha em pró do reino de D'us.
A verdadeira religião não é o caminho para D'us, mas direciona para ele.
A verdadeira religião é tolerante, pacifica e pura.
A verdadeira religião é aquela que ensina a humildade e mansidão, com longanimidade, suportando-vos uns aos outros, em amor.
A verdadeira religião procura guardar a unidade do Espírito pelo vínculo da paz.
A verdadeira religião é um só corpo e um só Espírito, tem um só Senhor, uma só fé, um só batismo; Um só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, e por todos, e em todos.
Amem!!!


quinta-feira, 1 de abril de 2010

A palavra de HaShem é o Mashiach.

Por Giliardi Rodrigues


 

No bereshit era a palavra

A palavra estava com HaShaem

A palavra era HaShem

A palavra foi gerada por HaShem,

Todas as coisas vieram à existência

Pela a palavra que saia da boca de HaShem.


 

A palavra é a Torah,

A Torah é o Mashiach,

O Mashiach é a árvore da vida.


 

Nem só de pão o homem viverá,

Mas do fruto da palavra que sai da boca de HaShem,

A Torah é um manancial de águas vivas,

A Torah é o shalom que sopra do trono de Adonay,

Ouve Israel, O Senhor nosso D'us é o único e verdadeiro D'us.

E o Mashiach o nosso único Elohim.


 

O Mashiach é o nosso sacerdote,

Nosso sacerdote é também nosso Rei,

Nosso Rei é a Torah em pessoa.


 

De eternidade á eternidade

Adonay é um, nada e ninguém podem ser comparado a ele,

O Mashiach é o seu filho primogênito.

O Espírito de Hashem repousa sobre a cabeça do Mashiach,

Ele foi ungido para nos libertar do cativeiro do pecado

Para a liberdade do Reino da justiça.


 

Halleluyah pelo o Mashiach,

Baruch rabá B'Shem Adonay

Hoshiana Ben Davi.


 

Porque ele foi ferido pelas nossas transgressões,

E moído pelas nossas iniquidades,

O castigo que nos traz a paz estava sobre ele,

E pelas suas pisaduras fomos sarados.

O Mashiach derramou seu próprio sangue em nosso favor

E nos comprou e nos resgatou para vivermos para sempre junto dele.


 

O espírito e a noiva dizem: "- vem".

O teu povo Israel clama por teu nome,

A igreja está pronta para o encontro com seu noivo.


 

Mashiach é nosso Rei por direito e de fato,

O Mashiach é o cordeiro de Adonay que tira o pecado do mundo,

O Mashiach é o leão e cetro de Judá,

A raiz de Melech Davi,

O guarda de Sião

Que não dormita e nunca dormitará.


 

Adonay exaltou o nome do Mashiach,

A ele foi dado todo o domínio da criação,

O seu reino é eterno e sempre terno.