Total de visualizações de página

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Ninrode e Melquisedeque (Reino de Caos e Reino de justiça).


Por Giliardi Rodrigues

"Pouco a pouco, transformou o estado de coisas numa tirania, sustentando que a única maneira de afastar os homens do temor a Deus era fazê-los continuamente dependentes de o seu próprio poder. Ele ameaçou vingar-se de Deus, se Este quisesse novamente inundar a terra; porque construiria uma torre mais alta do que poderia ser atingida pela água e vingaria a destruição dos seus antepassados. O povo estava ansioso de seguir este conselho, achando ser escravidão submeter-se a Deus; de modo que empreenderam construir a torre [...] e ela subiu com rapidez além de todas as expectativas."Jewish Antiquities (Antiguidades Judaicas), I, 114, 115 (iv, 2, 3).
Ninrode é o filho da rebeldia, o pai do paganismo, o adorador do sol, o inimigo do D'us criador dos céus e da terra. Filho de Cuxe e neto de Cam que tentou abusar sexualmente de seu pai Noé e foi amaldiçoado. Ninrode traz nas suas veias o sangue da maldição. Ele é o propagador da independência da soberania de D'us.
As historias pagãs dizem que Ninrode após assassinar seu pai, se casou com sua própria mãe Simeriádes, o seu reino se iniciou em babel na terra de Sinar. A construção da torre de babel foi sobre a liderança e supervisão de Ninrode, o grande objetivo era desafiar e lutar contra D'us pela a morte de seus antepassados (filhos de Caim), a torre de babel seria para livrar as pessoas no caso D'us enviasse outro dilúvio.
A ideia inicial de Ninrode também era construir um reino centralizado nele, que todos os povos da terra ao olhar de qualquer ponto poderiam saber que a torre estava no centro e que Ninrode era rei sobre a terra. Os cultos aos deuses das nações tiveram origem na idolatria de Ninrode. Da família de Ninrode nasceu o paganismo, esta família deu inicio a trindade: Ninrode, Simeriádes e Thamus.
Dessa tríade originou-se todo o paganismo pós-dilúvio, Greco-Romano, Celta Babilônico que deu origem a toda idolatria nos tempos de hoje. O princípio do seu reino foi Babel na terra de Sinar. Ninrode introduziu o ocultismo ao sistema religioso pagão, que é usado até os nossos dias, e se tornou o deus sol (Baal’Zibull), satanás é representado por Ninrode, o grande bruxo, ou seja, um sacerdote idolatra diabólico que praticava todo o tipo de atrocidades.
Sob sua direção a astrologia se desenvolveu e assentou as bases para a magia branca e magia negra. O pecado era tanto que a pratica de sacrificar crianças se tornou muito comum, por isso que seu nome ficou também conhecido como Moloque.  

Melquisedeque (Melk Tsedeque)

Nesta mesma época vivia um homem justo, integro que governava em Shalém mais tarde ficou conhecida como Jerusalém.  Melquisedeque era servo do D'us criador dos céus e da terra.
Melquisedeque não suportava tanto pecado sobre a terra, ele tinha pavor da idolatria de Ninrode, por esse motivo esse rei justo saiu pela terra à caça de Ninrode, ao encontra-lo matou, cortou o seu corpo e espalhou pela a cidade de babel.
O povo babilônico lamentou muito a sua morte, mas satanás, já tinha um substituto para Ninrode, era sua Mãe e mulher Simeriádes. Imediatamente logo após sua morte do seu filho e marido, Simeriádes proclamou que Ninrode era agora um deus, “o deus sol”. Automaticamente ela se transformaria em uma deusa, e chamou a si mesma de Rainha dos Céus, é assim ela aparece na bíblia:
“Os filhos apanham a lenha os pais acendem o fogo, e as mulheres amassam a farinha para fazerem bolos a Rainha dos céus...” (Jeremias7: 18).

A origem do paganismo

Simeriádes ordenou que adorassem o deus sol (Ninrode). Logo foi criada as virgens vestais e sacerdotes para controlar o povo, foi instituído o confessionário, assim ela, controlava tudo e também o celibato, abrindo a porta para o lesbianismo e homossexualismo entre eles.
Ao engravidar de um de seus sacerdotes, ela disse que Baal Ninrode havia se encarnado nela durante a noite e lhe gerado um filho que recebeu o nome de Thamus, ela afirmou que ele era a encarnação de Ninrode (Baal).
Ao consultar seus astrólogos, eles disseram que 25 de dezembro era o solstício de Inverno dia em que sol está mais distante da terra. Declararam que o dia 21 de dezembro o sol morre, então no dia 24 de dezembro começa a ressuscitar, e no dia 25 de dezembro é o seu aniversário. Simeriades ordenou ao mundo, que comemorassem o aniversário do seu filho (natal).

Simeríades também espalhou a notícia que Ninrode seria representado por um pinheiro que havia nascido em seu jardim e que todo ano o espírito de Ninrode visitava aquela árvore e deixava pendurado nela, presentes para Simeriádes. Ninrode passou a ser aclamado como o espírito da vida da natureza, e mais tarde Simeriádes passou a ser a deusa-mãe e rainha dos céus. E o costume de plantar árvores, e adorá-las como deuses foi criado.
O poste-ídolo era a árvore de Baal ou de natal. Baal para eles significava senhor. Mas os israelitas chamavam Baal zebul - senhor das moscas, e Jesus (Yeshua) o chamou de Belzebu “príncipe das trevas”.

Naquela mesma noite, lhe disse o Senhor: Toma um boi que pertence a teu pai, a saber, o segundo boi de sete anos, e derriba o altar de Baal que é de teu pai, e corta o poste-ídolo que está junto ao altar. (Juízes 6: 25.)

Ressaltamos que a árvore estava presente nos cultos aos deuses da maioria dos povos antigos, e que o verdadeiro Deus, proibiu o seu povo hebreu de adotarem e contraírem tal prática. A árvore de natal é uma remodelagem da árvore de Ninrode. Nesse sentido se torna um ponto de contato com espíritos, porque atrai o espírito de Ninrode, camuflado tão magistralmente de espírito natalino. Representa a volta ou renascimento desse espírito de poder na pessoa de Ninrode.

Mas como árvore de Baal ou a árvore de natal assume uma posição ainda mais avassaladora. Porque representa diretamente um culto ao próprio demônio, príncipe das trevas. Natal significa nascimento. E árvore de natal seria “árvore do nascimento”, mas na realidade não é o nascimento de Jesus, e sim um culto ao renascimento de Ninrode.

O paganismo babilônico, gradativamente foi se tornando parte dos povos, que após babel, ao serem confundidas suas línguas, levaram a adoração da chamada trindade para às suas culturas. Apesar dos nomes diferentes conforme a língua falada, toda a gama de deuses da mitologia antiga se resume em três pessoas: Thamus, Ninrode e Simeriádes.
As pessoas estão celebrando isso até mesmo sem saber. Nós não adoramos a Deus através de coisas. Os presentes na árvore procuram demonstrar o amor que umas pessoas tem pelas outras, como na sua origem lendária, simbolizava o amor de Ninrode pela sua esposa e mãe ao mesmo tempo.


D'us sempre condenou a idolatria


E levou-me à entrada da porta da casa do Senhor, que está da banda do norte, e eis que estavam ali mulheres assentadas, chorando por Tamuz. E disse-me; Viste, filho do homem? verás ainda abominações maiores do que estas. E levou-me para o átrio interior da casa do Senhor, e eis que estavam à entrada do templo do Senhor, entre o pórtico e o altar, cerca de vinte e cinco homens, de costas para o templo do Senhor, e com os rostos para o oriente; e eles adoravam o sol, virados para o oriente. Então me disse: Viste, filho do homem? há coisa mais leviana para a casa de Judá, do que essas abominações que fazem aqui? havendo enchido a terra de violência, tornam a irritar-me, e ei-los a chegar o ramo ao seu nariz. (Ezequiel 8:14-17)
Tamuz era um deus do alimento e da vegetação, fazendo um profunda alusão ao seu pai Ninrode que, segundo a lenda, renasceu e foi representado pela a forma de um pinheiro. A árvore de natal é a árvore do nascimento, ou melhor, do renascimento tanto de Ninrode como de Tamuz, um deus da vegetação. Tamuz significa "filho da vida". Quando a vegetação renascia após o período da estiagem, acreditava-se que Tamuz estava ressuscitado.
Mudaram o nome da festa de dedicação ao sol no dia 25 de dezembro para o dia do nascimento de Jesus. Mudaram a árvore que era dedicada a Baal para árvore de natal Mudaram a deusa-mãe ou rainha dos céus dos babilônicos (Simeriádes) para mãe de Deus. Mudaram o sinal do T de Tamuz que era feito na testa para o sinal da cruz de Jesus. Mudaram as festas em que bolos e bebidas eram dedicados à rainha dos céus para a ceia do natal.


O Mashiach (Messias).


Melquisedeque de alguma forma representou o messias na historia ao destruir as obras do mal e implantar um reino de ordem e justiça. Se não fosse por ele e por sua descendência (Semitas) o mundo já havia sido destruído e dominado pelo o império das trevas.

Através da aliança que D'us fez com Abraão é que todos somos chamados à salvação, D'us prometeu que através da semente de Abraão (Messias) ele abençoaria as nações e salvaria o seu povo dos filhos de Ninrode.

O messias vem para erguer o trono de Davi, reinar de Sião sobre as nações e trazer paz sobre a terra. Entretanto para que tudo isso seja uma realidade é necessário primeiro destronar o mal. O Messias vem para exterminar com toda idolatria existente em toda a face da terra e mostrar para as nações que existe somente um D'us verdadeiro, que é o D'us de Melquisedeque, Abraão, Isaque e Jacó.

Nunca mais se ouvirá de violência na tua terra, de desolação ou destruição nos teus termos; mas aos teus muros chamarás salvação, e às tuas portas louvor. Nunca mais te servirá o sol para luz do dia, nem com o seu resplendor a lua te alumiará; mas o Senhor será a tua luz perpétua, e o teu Deus a tua glória. Nunca mais se porá o teu sol, nem a tua lua minguará; porque o Senhor será a tua luz perpétua, e os dias do teu luto findarão. E todos os do teu povo serão justos, para sempre herdarão a terra; serão renovos, por mim plantados, obra das minhas mãos, para que eu seja glorificado.(Isaias 60:18-21)

A bíblia diz que o sol e a lua que os filhos de Ninrode (pagãos) tanto adoram serão destruídos, e o senhor D'us todo poderoso, criador dos céus e da terra, será a luz dos justos, ele é o verdadeiro sol da justiça.

O Messias nos últimos dias destruirá toda idolatria e paganismo que contaminaram a terra pelos os filhos das trevas. O lugar que D'us tem preparado deste a fundação do mundo será a morada dos salvos.

E a cidade não necessita de sol nem de lua, para que nela resplandeçam, porque a glória de Deus a tem alumiado, e o Cordeiro é a sua lâmpada. E as nações andarão à sua luz; e os reis da terra trarão para ela a sua glória e honra. E as suas portas não se fecharão de dia, porque ali não haverá noite. E a ela trarão a glória e honra das nações. E não entrará nela coisa alguma que contamine, e cometa abominação e mentira; mas só os que estão inscritos no livro da vida do Cordeiro.             (Apocalipse 21:23-27)




Um comentário:

martins111 disse...

BOOK OF THE HOLY GHOST TRUE.
O Espírito Santo Verdadeiro concede gratuitamente, a ultima revelação para o nosso tempo. O LIVRO DO ESPÍRITO SANTO VERDADEIRO. ( http://livrodoespiritosanto.webnode.com.br/ ) Nessa revelação, Deus Pai Verdadeiro, afirma: Se um ser humano, um anjo, ou um Deus, causa dor, sofrimento e morte. Esse ser é um Diabo. Se por outro lado, se ser humano, um anjo, ou um Deus, dá sua vida para não causar a dor, sofrimento e morte, então, esse ser é o libertador e salvador da humanidade, Senhor dos céus e da terra. Agora, veja na vida e nas escrituras sagradas quem é quem. E faça conforme aquele que é o bem e abandone aquele que é o mal. E você se salvará. Porque esse é o tempo do dilúvio de fogo e a ultima páscoa humana o sucede. Escolha o lado que vai ficar.