Total de visualizações de página

domingo, 4 de outubro de 2009

Novos céus e nova terra - De volta ao paraíso (Éden).

Por Giliardi Rodrigues

E acontecerá, nos últimos dias, que se firmará o monte da casa do Senhor no cume dos montes, e se exaltará por cima dos outeiros: e concorrerão a ele todas as nações, E virão muitos povos, e dirão: Vinde, subamos ao monte do Senhor, à casa do Deus de Jacob, para que nos ensine o que concerne aos seus caminhos, e andemos nas suas veredas; porque de Sião sairá à lei, e de Jerusalém a palavra do Senhor. E Ele exercerá o seu juízo sobre as gentes, e repreenderá a muitos povos; e estes converterão as suas espadas em enxadões, e as suas lanças em foices: não levantará espada nação contra nação, nem aprenderão mais a guerrear. (Isaias 2:2-4)

De Sião saiu à lei e de Jerusalém a palavra de D'us, toda a bíblia foi escrita em Israel, todos os profetas foram da linhagem do povo de D'us, o Messias é da tribo de Judá e da descendência de Davi, todos seus discípulos foram judeus.

Israel é uma nação corporativa e um relógio profético das nações, D'us abençoa todos os povos através de Israel. Israel foi eleito e chamado para ser um povo santo, um povo que carrega o nome do Eterno e guarda os seus preceitos e os seus mandamentos.

Assim como tudo isso saiu de Jerusalém para as nações, agora começa o sentido contrário das nações para Israel, D'us está ajuntando novamente o seu povo para a restauração e para a redenção da criação.

Nos últimos dias D'us virá e firmará o seu trono sobre o monte Sião, e para lá afluirão pessoas de todos os povos e nações para aprender a lei do D'us de Israel. Ele julgará todas as nações e repreenderá a muitos povos e nunca mais haverá guerras, pois a gloria do Senhor encherá toda a terra e a paz reinará para todo sempre.

O Messias governará desde Sião até os confins da terra, juntamente com ele os 144.000 judeus de todos a tribos da casa de Jacó. A grande multidão pela qual não se pode enumerar é representada pela a igreja (gentios) que foram enxertados em Israel através do Messias Yeshua (Jesus).

O lobo habitará com a ovelha, o urso e o leão pastarão juntamente com os bois, as crianças brincarão com as serpentes venenosas e elas não causarão danos nenhum, o homem voltará a viver como no éden (paraíso). Os ímpios serão arrancados desta terra para a posse dos filhos de D'us.

E Deus limpará dos seus olhos toda a lágrima; e não haverá mais morte, nem pranto, nem clamor, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas. E, o que estava assentado sobre o trono, disse: Eis que faço novas todas às coisas. Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim. A quem quer que tiver sede, de graça lhe darei da fonte da água da vida. Quem vencer, herdará todas as coisas; e eu serei seu Deus, e ele será meu filho.

Mas, quanto aos tímidos, e aos descrentes, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos devassos, e aos feiticeiros, e aos idólatras, e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago que arde com fogo e enxofre; o que é a segunda morte.

E ali nunca mais haverá maldição contra alguém; e nela estará o trono de Deus e do Cordeiro, e os seus servos o servirão; E verão o seu rosto, e nas suas testas estará o seu nome. E será que, desde uma lua nova até a outra, e desde um sábado até ao outro, virá toda a carne a adorar perante mim, diz o Senhor. E ali não haverá mais noite e não necessitarão de lâmpada, nem de luz do sol, porque o Senhor Deus os alumia; e reinarão para todo o sempre.

Bem-aventurados aqueles que lavam as suas vestiduras no sangue do Cordeiro, para que tenham direito à árvore da vida, e possam entrar na cidade pelas portas. Ficarão de fora os cães e os feiticeiros, e os que se prostituem, e os homicidas, e os idólatras, e qualquer que ama e comete a mentira.

No meio da cidade santa existe o rio puro da água da vida, claro como cristal, que procede do trono de Deus e do Cordeiro. No meio da sua praça, e de uma e da outra banda do rio, estava à árvore da vida, que produz doze frutos, dando seu fruto de mês em mês; e as folhas da árvore são para a saúde das nações.

Porque, eis que eu crio céus novos e nova terra; e não haverá lembrança das coisas passadas, nem mais se recordarão. Mas vós folgareis e exultareis perpetuamente no que eu crio; porque eis que crio para Jerusalém alegria, e para o seu povo gozo.

E folgarei em Jerusalém, e exultarei no meu povo: e nunca mais se ouvirá nela voz de choro nem voz de clamor. Não haverá mais nela criança de poucos dias, nem velho que não cumpra os seus dias; porque o mancebo morrerá de cem anos; mas o pecador de cem anos será amaldiçoado.

E edificarão casas, e as habitarão; e plantarão vinhas e comerão o seu fruto. Não edificarão para que outros habitem; não plantarão para que outros comam; porque os dias do meu povo serão como os dias da árvore, e os meus eleitos gozarão das obras das suas mãos, até a velhice.

Não trabalharão debalde, nem terão filhos para a perturbação; porque são a semente dos benditos do Senhor, e os seus descendentes com eles. E será que, antes que clamem, eu responderei; estando eles ainda falando, eu os ouvirei.

E acontecerá que, todos os que restarem, de todas as nações que vieram contra Jerusalém, subirão de ano em ano para adorarem o Rei, o Senhor dos Exércitos, e celebrarem a festa de Sucot (Tabernáculos). E acontecerá que, se alguma das famílias da terra não subir a Jerusalém, para adorar o Rei, o Senhor dos Exércitos, não virá sobre ela à chuva. E o Senhor será rei sobre toda a terra: naquele dia, um será o Senhor, e um será o seu nome.

Assim diz o Senhor: No tempo favorável te ouvi e no dia da salvação te ajudei, e te guardarei, e te darei por concerto do povo, para restaurares a terra, e lhe dares em herança as herdades assoladas: Para dizeres aos presos: Saí; e aos que estão em trevas: Aparecei. Eles pastarão nos caminhos, e em todos os lugares altos terão o seu pasto.

Nunca terão fome nem sede, nem a calma nem o sol os afligirá; porque o que se compadece deles os guiará, e os levará mansamente aos mananciais das águas. E farei de todos os meus montes, um caminho; e as minhas veredas serão exaltadas.

E edificarão os lugares antigamente assolados e restaurarão os de antes destruídos e renovarão as cidades assoladas, destruídas de geração em geração. E haverá estrangeiros que apascentarão os vossos rebanhos: estranhos serão os vossos lavradores e os vossos vinheiros.

Mas vós sereis chamados sacerdotes do Senhor, e vos chamarão ministros do nosso Deus: comereis a abundância das nações, e na sua glória vos gloriareis. Por vossa dupla vergonha, e afronta, exultarão pela sua parte; pelo que, na sua terra possuirão o dobro, e terão perpétua alegria.

Porque eu, o Senhor, amo o juízo, aborreço a iniqüidade; eu lhes darei sua recompensa em verdade, e farei um concerto eterno com eles. E a sua posteridade será conhecida entre as nações, e os seus descendentes no meio dos povos; todos quantos os virem os conhecerão como semente bendita do Senhor.

Regozijar-me-ei muito no Senhor, a minha alma se alegra no meu Deus: porque me vestiu de vestidos de salvação, me cobriu com o manto de justiça, como um noivo que se adorna com atavios, e como noiva que se enfeita com as suas jóias.

Porque, como a terra produz os seus renovos, e como o horto faz brotar o que nele se semeia, assim o Senhor fará brotar a justiça e o louvor para todas as nações.

Nenhum comentário: