Total de visualizações de página

domingo, 2 de agosto de 2009

O lugar do paraíso – HaMakon




Por Giliardi Rodrigues
Caminhando pelo o paraíso (Gan Éden) podemos encontrar o lugar (Hamakon) onde fica a árvore da vida e a árvore do conhecimento do bem e do mal. Estas duas árvores exercem um papel fundamental para a existência do homem. A árvore da vida produz o fruto para a vida eterna e a árvore do conhecimento do bem e do mal é para o equilíbrio da criação.
Apesar de muitas pessoas interpretarem o Gênesis de forma alegórica e como uma metáfora da criação, a história de Adão e Eva no jardim do éden pode revelar muitos segredos sobre a razão da existência da humanidade.
Depois de D'us ter formado os céus e terra, criado todos os animais da terra, todas as aves dos céus, todos os seres viventes da água, todos os repteis e anfíbios, tudo em que há fôlego de vida e toda espécie de vegetal para alimento. Plantou um jardim no Éden na direção do oriente e pôs nele o homem que havia formado do pó da terra.
Todos os elementos que estão na natureza podem ser encontrados no corpo do homem. D'us fez o homem desta forma para poder exercer domínio sobre a criação. O homem é a obra prima da criação, pois além de ser formado dos elementos da natureza, ainda possui uma alma e um espírito.
O Gan Éden é lugar onde a paz (Shalom) e a justiça (Tsedaká) se fundem entre si, um lugar onde a ordem e a liberdade têm o mesmo significado, onde o material e o espiritual é a mesma coisa, onde o imanente não se separa do transcendente, onde D'us Criador e homem criatura vivem no mesmo ambiente. O paraíso é lugar onde os dias podem ser contados e tempo não passa, onde amor habita junto com a eternidade.
O mal existe no Éden, mas não tem domínio sobre a criação, ele é dominado pelo o bem, a finalidade de existência do mal é para o homem exercer o livre arbítrio com total liberdade. O mal existe para que possamos olhar para ele e dizer que optamos pelo o bem. Caminhar pela a verdade é dizer não a mentira, viver pela a justiça é aceitar o Senhorio do Criador e rejeitar o pecado, tão certo que viver é melhor do que morrer, que a vida é a eternidade e a morte apenas uma possibilidade.
A bíblia nos ensina que D'us é tudo, sabe tudo, pode tudo, está em tudo e ao mesmo tempo acima de tudo (Soberania, onipresença, onipotência e onisciência). D'us é amor e justiça, nele habita toda a fonte de conhecimento e sabedoria, ele estabelece mandamentos para a liberdade dos seres criados por ele mesmo, ele criou o bem e fez o mal (Is 45:7), ele empobrece e enriquece, nele está à morte e a vida.
A idéia que o mal duela com o bem, na realidade de D'us não faz sentido, pois ele tem domínio sobre todas as coisas, inclusive sobre o mal. D'us não têm inimigos, pois não existe ninguém que pode ir contra ele. Ele criou tudo e tem o poder de desfazer tudo. Nada pode ser comparado a ele.
HaMakon é o lugar onde está o coração do Eterno, o lugar de encontro da eternidade com o infinito, o lugar onde reside o paraíso do Gan Éden, o lugar que o criador separou para o homem ter vida eterna. O pecado tirou o homem deste lugar, quando o homem e a mulher pecaram contra o Criador, D'us tomou o Éden para si e expulsou ambos do Paraíso.
Mas, ainda si D'us não abandou a criação e muito menos rejeitou o homem, D'us está em busca do homem para a redenção da criação, somente o arrependimento pode levar o homem de volta para D'us, porém isso não é um ato voluntario, pois não depende somente do homem para alcançar essa virtude. Assim como a criação é perfeita e foi contaminada pela a desobediência do homem, somente um homem perfeito que não foi gerado através desta contaminação poderá redimir através de sua própria obediência o homem e a criação.
Este homem é o Mashiach (Messias), ele é o caminho, a verdade e a vida. Somente através dele poderemos voltar “Ao Lugar” (HaMakon) onde fica o paraíso. O Messias é filho do D'us vivo que vem para trazer vida e aniquilar a morte, ele vem para ensinar o homem à obediência e o caminho de volta (teshuvah) para D'us.
Bendito é o que vem em nome do Senhor – Baruch rabá B’shem Adonay
Bendito sejam o Messias e o Nome de Adonay para todo Sempre. Amem!!!


Nenhum comentário: