Total de visualizações de página

quarta-feira, 8 de julho de 2009

Se a bíblia diz que não devemos andar com os ímpios e com os pecadores, porque Jesus andava com eles?

Por Giliardi Rodrigues


 

Bem-Aventurado o varão que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. Antes, tem o seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite.
(Salmos 1:1-2) - E aconteceu que, estando ele em casa, sentado à mesa, chegaram muitos publicanos e pecadores, e sentaram-se juntamente com Jesus e seus discípulos. E os fariseus, vendo isto, disseram aos seus discípulos: Por que come o vosso Mestre com os publicanos e pecadores?
(Mateus 9:10-11).

A bíblia está dizendo que não devemos andar segundo os conselhos dos ímpios e não se assentar na roda dos escarnecedores, então porque Jesus se assentava com pecadores? Ele não estaria desobedecendo a D'us e dando um mau exemplo?

Aparentemente podemos encontrar uma contradição neste entendimento, pois como podemos amar os nossos inimigos e ao nosso próximo como a nós mesmos, sendo que a bíblia diz para não nos assentarmos com ímpios e pecadores?

Quem são os ímpios e os pecadores?

Isto é, a justiça de D'us pela fé em Yeshua HaMashiach (Jesus o Messias), para todos e sobre todos os que crêem; porque não há diferença; Porque "todos pecaram" e destituídos estão da glória de D'us. (Rm 3:22-23).

Ora, se todos pecaram e precisam da misericórdia e do amor de D'us para serem perdoados, portanto somos todos pecadores?

D'us ama o pecador e rejeita o pecado, todos somos pecadores e precisamos do amor e da misericórdia de D'us para sermos perdoados.

A bíblia é o manual de fé e de conduta do justo, D'us sempre quis que o homem fosse santo com ele é. Ser santo é ser separado, é andar na contramão dos conceitos e dos modismos do mundo, ser justo é ser obediente a lei de D'us. Porém quando se diz separado, não quer dizer ascetismo no sentido de se isolar ou de não se aproximar das pessoas.

Por onde o Mestre caminhava uma multidão de pessoas de todos os tipos se reunia para estar com ele, além de seus discípulos, tinham prostitutas, mendigos, leprosos, publicanos, fariseus, saduceus, essênios, cegos, paralíticos, endemoniados, bêbados, herodianos e gentios de todo lugar. Dentro deste meio como classificar quem eram os ímpios e quem eram os justos?

Ímpio é a pessoa que está impossibilitada de ser tocada pela a misericórdia de D'us, ela se julga justa aos seus próprios olhos, acha que é mais certa que todo mundo, geralmente o ímpio não tem amor a ninguém a não ser a si próprio, não tem a capacidade de reconhecer os seus erros e pedir perdão. O orgulho, a soberba e a vaidade é o que alimenta o seu ego e o seu coração. Acha que agrada a D'us simplesmente por ter muito conhecimento e por persuadir as pessoas segundo os seus próprios conceitos. Geralmente, ele é presunçoso e não tem piedade a ninguém.

Jesus andava por Israel e ao mesmo tempo ensinava aos seus discípulos os segredos e as revelações acerca das escrituras sagradas, podemos ver no Sermão da Montanha o caráter das pessoas que pertencem o Reino de D'us. Jesus diz que bem-aventurados são os pobres de espírito, os que choram, os mansos, os que têm fome e sede de justiça, os misericordiosos, os limpos de coração, os pacificadores e os que são perseguidos, porque eles deles é o reino dos céus, eles serão consolados, herdarão a terra, serão fartos, alcançarão misericórdia, verão a D'us e serão chamados filhos de D'us.

Jesus não perdia tempo com pessoas que não queriam nada com D'us. Ele não ficava debatendo acerca de coisas inúteis, ele não era contra a religião e nem a religiosidade de ninguém, nunca condenou ninguém por nada, muito pelo o contrario, ele amava as pessoas e não rejeitava ninguém que se aproximava dele.

O grande conflito de Jesus era com alguns dos fariseus, escribas e saduceus que queriam colocar as suas idéias, a sua tradição e sua religião acima de D'us. Jesus não era contra eles, mas contra a hipocrisia deles, que falavam uma coisa e viviam de outra forma.

Observai, pois, e praticai tudo o que vos disserem; mas não procedais em conformidade com as suas obras, porque dizem, e não praticam: Pois atam fardos pesados e difíceis de suportar, e os põem aos ombros dos homens; eles, porém, nem com o dedo querem movê-los; E fazem todas as obras a fim de serem vistos pelos homens; pois trazem largas filactérias, e alargam as franjas dos seus vestidos, E amam os primeiros lugares nas ceias e as primeiras cadeiras nas sinagogas. (Mateus 23:3-6).

Aquilo que uma parte dos escribas e os fariseus pregavam e ensinava o povo estava correto, Jesus até mesmo endossou, porém, eles faziam isso com a intuição de serem vistos como homens justos e santos aos olhos dos homens. Eles elevavam as suas doutrinas e a sua religiosidade de modo que ninguém podia suportar, a tradição da religião estava sendo colocada no lugar da lei de D'us. Os escribas e fariseus eram conhecidos como doutores da lei de Moisés, por isso tinham muito respeito pelo o povo de Israel.

Jesus em nenhum momento compactuava com esses ímpios e nem se assentava com eles para ficar escarnecendo a respeito de nada. Alguns fariseus e escribas alongavam as franjas de suas vestes e faziam orações altas com o objetivo de serem vistos pelos os homens. Jesus usava as mesmas vestes que eles usavam, também freqüentava o templo e as sinagogas, porém não aceitava se misturar com o fermento dos fariseus que é a hipocrisia.

Talvez esse seja o grande problema dos teólogos e dos grandes pastores de hoje, de forma semelhante grande parte deles só vão às casas dos políticos, dos jogadores de futebol, dos artistas, das pessoas famosas e dos membros ricos de sua igreja, querem freqüentar a alta sociedade e ter programas de rádios e televisão com o objetivo de serem famosos.

Muitos pastores aceitam alguns membros ricos e famosos na sua igreja com o objetivo de arrecadar mais dízimos e ofertas, de colocar o nome de sua igreja na mídia, de se promover no meio artístico, de ser chamado do pastor do artista fulano de tal ou beltrano de tal – e outras coisas mais. A grande maioria que faz essas coisas, não está nem ai se os seus membros artistas continuam fazendo filmes pornôs, cantando musicas torpes, se prostituindo, adulterando e até mesmo usando drogas. O que importa é o dinheiro e a fama! Os pobres e a pessoas humildes destas igrejas só servem para aumentar o numero de membros, nunca são visitados e se algum morre, ninguém sabe que morreu, quando um famoso ou artista fica doente todo mundo fica sabendo e o pastor coloca toda a igreja para orar a D'us para fazer a cura.

Acredito que a maioria dos pastores são pessoas idôneas, pessoas serias que buscam pregar a palavra de D'us de forma sincera e verdadeira, infelizmente em qualquer meio tem sempre uns lobos disfarçados de ovelhas que se promoverem e queimam a imagem das pessoas que procuram ter ética, moral e andam em obediência à lei de D'us. Assim como na época de Jesus, nem todos os fariseus eram hipócritas, tiveram muitos pelo qual reconhecia Jesus como Mestre e Messias de Israel, posso citar Simão, Jairo, Jose de Arimateia e até mesmo o apostolo Paulo, que mesmo depois de ter tido um encontro com Jesus continuou sendo fariseu. (Atos 23:6).

A questão não estar em ser fariseu ou não, o problema estas na hipocrisia. Jesus não se assentava e não compartilhava nada com pessoas hipócritas, mentirosas, cheias de orgulho e presunção.

Os escarnecedores não eram Maria Madalena conhecida como prostituta e nem Zaqueu o publicano cobrador de impostos, estes eram pecadores, mas acima de tudo reconheceram seus erros e alcançaram o perdão de D'us. Jesus não condenava as pessoas, porém orientava a ir e não pecar mais.

Ao contrário, um pecador escarnecedor nunca vai admitir que esteja errado ou que precisa de ajuda, ele sempre está certo e seguro de si, comete suas barbaridades e esconde por debaixo os seus erros. Vive cheio de mascaras, com cada pessoa ele é uma coisa diferente. Ele mente tanto que não sabe nem a diferença entre verdade e mentira, ele é sempre o dono da verdade, D'us e todo mundo está errado e somente ele é que está certo. Tudo que ele conquistou na vida é mérito dele próprio, quando dá uma coisa errado a culpa das pessoas que estava com ele ou erro de D'us.

O salmista Davi e Jesus disse que destas pessoas devemos andar distante, não devemos ouvir se quer seus conselhos, dos lábios destes só saem mentira e hipocrisia, para não nos contaminar e não compactuar dos pecados daqueles que escarnecem de D'us.

Através do arrependimento o pecador alcança graça diante de D'us, para andar nos caminhos de D'us ele tem que renunciar o pecado e obedecer a lei de D'us. O escarnecedor além de não se arrepender dos seus maus caminhos, ainda zomba daqueles que são pequenos.

E qualquer que tiver dado, só que seja, um copo de água fria, a um destes pequenos, em nome de discípulo, em verdade vos digo que, de modo algum perderá o seu galardão. (Mateus 10:42).


 


 


 


 


 

3 comentários:

Marriete Vasconcelos disse...

Vou lhe dizer: DEUS DEUS DEUS, assim que se escreve

Madá disse...

Erro de acento... kkk! Ta certo, Marriete!!

flavia francisco disse...
Este comentário foi removido pelo autor.