Total de visualizações de página

quinta-feira, 2 de julho de 2009

Os enigmas e os segredos revelados do amor.

Por Giliardi Rodrigues

A relação do ser humano com o próximo está inteiramente relacionada à sua fé. Ninguém pode dizer que ama a D'us a quem não vê e não ama o seu próximo a quem não vê, a bíblia chama esse tipo de pessoa de hipócrita. É comum ouvir de pessoas religiosas que não devemos a fazer acepção de pessoas, mas será que todos vivem desta forma?

Vivemos em um mundo que a pessoas são amadas pelo o que elas têm. As pessoas que tem dinheiro têm fama, quem tem fama é amado.

Artistas são amados e idolatrados pelos os fãs, jogadores de futebol são amados pelos os torcedores de seu time, cantores são amados pelas as suas musicas, poetas são amados pelos os seus poemas, autores são amados pelos os seus escritos e atores são amados pelos os seus papeis no teatro e na televisão.

O contrario também é verdade! Artistas podem perder a fama quando não fazem mais sucesso, Um jogador de futebol pode passar a ser odiado se o seu time perder, cantores são esquecidos quando suas musicas saem da moda, muitos poetas só são lembrados quando morrem, autores sem trabalho não são autores e atores quando não desempenha um bom papel são colocados de lado.

O amor é relativo? Será que isso é amor?

Eu, porém, vos digo: Amai os vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem. (Mateus 5:44).

Yeshua (Jesus) ensinou amar as pessoas independentes do que elas são, pois amar somente quem nos ama, que méritos teremos nisso? O amor de D'us é incondicional, o amor não é meramente um sentimento, o amor é um mandamento, se não fosse assim, porque D'us ensinou a amar uns aos outros como ele mesmo nos ama?

O amor ágape é o amor incondicional, este é o amor de D'us para com o homem, somente o amor de mãe com filho que é comparado a este amor, uma mãe ama seu filho independente do que ele faz, ela simplesmente o ama, pois o filho é uma parte dela que foi gerado dentro dela, nem mesmo o corte do cordão umbilical pode separar este amor.

D'us ama o pecador e detesta o pecado, o homem carrega dentro de si um espírito que saiu de dentro de D'us. A ligação de D'us com o homem é integral e em todos os sentidos, creio que seja por este motivo que D'us exige tanta santidade do homem, pois ele é santo.

Portanto, santificai-vos, e sede santos, pois Eu sou o Senhor, vosso Deus. ( Vaycrá / Levitico 20:7)

Amar não é sempre concordar, muitas vezes amamos pessoas que são exatamente o oposto do que somos e pensamos. Amar é muitas vezes respeitar e aceitar a pessoas como elas são. A busca pela a convivência em harmonia é a chave para o amor.

Mas porque amamos?

Ninguém é perfeito e ninguém é igual a ninguém, o amor se manifesta na diversidade e na livre expressão de cada um. Eu particularmente não quero pessoas perfeitas convivendo comigo, mas pessoas que eu consiga conviver com os seus defeitos e elas com os meus.

Claro, que existem pessoas que são difíceis e do gênio difícil, muitas vezes temos dificuldade em relacionar com essas pessoas, nem sempre é possível uma amizade, mas mesmo que não exista amizade tem que haver respeito.

O ódio é um sentimento que não pode ter lugar em nossa mente e muito menos em nosso coração, pois onde há ressentimentos há falta de perdão, onda há falta de perdão não pode haver amor, onde não há amor, não há vida.

O amor não é invejoso, não é orgulhoso, não é ciumento, não é irritante, não é interesseiro, não é avarento, não é maldoso e não é injusto.

Os sintomas do amor são a humildade, a paciência, o respeito, a tolerância, a compaixão, o perdão, a fidelidade e a entrega.

Nenhum comentário: