Total de visualizações de página

sexta-feira, 29 de maio de 2009

A soberania de D'us sobre a diversidade




O Canópio – Gn 1 - 6 Por Giliardi Rodrigues



No mundo hoje existem aproximadamente seis bilhões de pessoas e o mais interessante é que embora sejam seres da mesma espécie, não existe nenhuma pessoa igual à outra, ou seja, cada ser humano é um ser impar no planeta. Ninguém tem o mesmo DNA, ninguém compartilha da mesma impressão digital, ninguém possui a mesma Iris, ninguém tem a mesma voz, ninguém tem o mesmo rosto, ninguém pensa exatamente igual ao outro e ninguém reage de forma uniforme ao mesmo estimulo.

Na natureza de forma semelhante não existe clones, Por exemplo, não existe uma pedra exatamente igual à outra, ou até mesmo pedras com formas geométricas (quadradas, retangulares, redondas...) claro, que as que existem é porque sofreram ou passaram por uma intervenção humana. Também não há uma árvore igual à outra, não tem um pássaro ou animal exatamente idêntico de cor, tamanho, peso, idade e filiação.

Ora, se D'us fez tudo assim, na maior diversidade já conhecida e tudo funcionando na maior harmonia, porque o ser humano tem a necessidade de querer uniformizar as coisas? A querer fazer casas similares, carros idênticos, roupas semelhantes, a clonar animais e plantas, até mesmo a tratar as pessoas como se fossem todas iguais?

D'us é soberano e exerce o seu domínio exatamente sobre a diversidade. Ele criou todas as coisas de modo que a criação demonstra exatamente como e quem ele é. A criatividade e a diversidade é uma das facetas do D'us criador.

A criatividade de D'us é infinita e o universo é uma amostra de seu grande poder e do seu potencial de criar. D'us trouxe à existência aquilo que nunca existiu através de sua palavra, ele disse “haja” e tudo veio à permanência. Desde momento que ele disse para a terra produzir árvores e frutos, nunca deixou de haver árvores e frutos em nosso planeta. Desde o instante que ele disse para existir estrelas, cometas, planetas e galáxias, nunca deixaram de existir essas coisas. Há pouco tempo cientistas descobriram um suposto décimo planeta em nosso sistema solar, creio que isso se deva ao fato de que D'us ordenou para existir, mas nunca deu uma ordem para deixar de existir.

Sabemos que a cada segundo uma estrela morre e cai no buraco negro, mas também a cada instante surgi uma nova estrela no infinito galáctico. A bíblia diz que D'us exerce domínio e soberania sobre todas as coisas. Ele sabe quantos grãos de areia tem na praia, sabe quantos fios de cabelos tem na cabeça de cada ser humano, como também sabe quantas estrelas tem no nosso infinito universo.

Conta o número das estrelas, chamando-as a todas pelos seus nomes. (Salmos 147:4)

O homem não criou nada, apenas transforma aquilo que D'us criou. O ser humano depende de matéria-prima para desenvolver algo. O homem não tem a capacidade de criar ou trazer a existência algo que não existe, para fazer uma casa ele precisa da madeira, cimento, areia, água e outras matérias primas.

O ser humano é especial, pois foi criado a imagem e semelhança do seu criador. Ele foi formado dos elementos do pó da terra para exercer domínio sobre o planeta Terra.

E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo o réptil que se move sobre a terra. E criou Deus o homem à sua imagem: à imagem de Deus o criou; macho e fêmea os criou. E Deus os abençoou, e Deus lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra. (Gênesis 1:26-28)

Como podemos ver D'us deu ao homem autoridade de governo sobre o nosso planeta, mas não deu a ele domínio sobre as galáxias e sobre o universo. O ser humano embora dotado de uma inteligência extraordinária, ainda sim é um ser limitado. O homem foi criado e feito para a terra, ele não consegue voar sem auxilio de objetos e mesmo permanecer por muito tempo dentro d’água sem auxilio de aparelhos, mas na terra ele vive tranquilamente sem precisar de auxilio de nada. A terra é o habitar natural do homem.

O ser humano na tentativa de exercer autonomia de domínio sobre as coisas criadas por D'us vem criando um padrão ou um modelo de propriedade uniforme. O homem de forma geral tem dificuldades de conviver com a diferença das coisas e até mesmo do outro.

Talvez para um líder seja mais fácil tratar todas as pessoas de forma igual, desprezando assim as diferenças e as particularidades de cada um. Muitas vezes um professor quer que todos os alunos concordem com ele, numa prova não podemos colocar nossas opiniões em questões de múltiplas escolhas ou escrever a nossa versão em questões abertas.

Me lembro que um dia eu discordei do professor de biologia com relação a origem do universo e as evoluções das espécies, a maioria dos alunos concordou com meu argumento sobre a criação feita por D'us, sabemos para haver uma explosão da magnitude do Big Bang é necessário de um acelerador de partículas, mas quem foi que acelerou as partículas do átomo que deu origem a criação do universo? Ou como apareceram essas partículas? Do nada? O nada pode criar alguma coisa?

O professor me pôs para fora de sala simplesmente pelo o fato de discordar dele e não concordar com a teoria de Gamow. A prova seria de questões abertas e se eu colocasse alguma coisa diferente do que estava sendo ensinado por ele, me daria um zero e colocava a minha prova no quadro do pátio da escola para todos verem o quanto eu sou ridículo.

Muitas das vezes o conhecimento que temos com relação as coisas é adquirido de forma imposta. Não podemos discordar, não podemos debater e não podemos pensar diferente. Muitos dizem que religião, política e futebol não se discutem, mas será que não devemos conversar sobre estes assuntos? Será que tenho que acreditar em tudo o que o pastor, o padre, o presidente, os deputados e a mídia dizem? É importante lembrar que debater não é brigar – Os sábios debatem idéias, os inteligentes debatem fatos e os tolos vivem brigando com as pessoas.

D'us quando fez o homem colocou dentro dele dois potenciais, em hebraico chamamos de Ietser há tov e Ietser Há rá. O que vem a ser isso? Muitos conhecem como livre arbítrio, ou seja, é o direito do homem escolher entre praticar o bem e praticar o mal. O ser humano tem liberdade de pensar, de agir e escolher entre qual caminho quer seguir.

D'us é soberano e exerce seu domínio sobre a liberdade dos seres que ele criou. Ele não obriga a ninguém a amá-lo e a obedecê-lo. Ele ama a cada um independente do que cada um seja, creio que nisso é manifesto o amor ágape (amor incondicional) e total graça de D'us.

Nós o amamos a ele, porque ele nos amou primeiro. (1 João 4:19)

A graça estar na diferença, tem um ditado popular que diz: que os opostos se atraem? Justamente, neste ponto que entendo que o amor não é apenas um sentimento e sim um mandamento. D'us ordenou em sua palavra que devemos amar uns aos outros sem fazer acepção de pessoas e Jesus disse que devemos amar até nossos inimigos, pois se amamos somente os nossos amigos que beneficio temos nisso? Amar somente quem nos ama é muito fácil, mas amar quem não nos ama é a chave que abre o reino de D'us.

Nenhum comentário: