Total de visualizações de página

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

Jesus (Yeshua) – O Messias

Por Giliardi Rodrigues


Messias: Pessoa a quem D'us comunica algo de seu poder e/ou autoridade. Pessoa esperada ansiosamente. (Dicionário Aurélio – FNDE/PNLD2001 - 4ª edição revista e ampliada).
[Do hebraico. mashiach, ‘ungido’, pelo lat. messias.]

O Messias é alguém muito esperado por todas as nações sendo enviado da parte de D'us para estabelecer ordem no mundo. O Messias é um ser especial, que embora tendo natureza humana não é um homem comum e tendo natureza divina não é o D'us pai.

Sabemos que todas as coisas visíveis e invisíveis foram criadas por D'us para o seu filho amado. O Messias estava com o Eterno no principio de tudo de modo que o próprio D'us estabeleceu o universo para ele, através dele e sem ele nada do que foi feito se fez. 1Jo 1:2-3

Porque nele foram criadas todas as coisas que há, nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades: tudo foi criado por ele e para ele; E ele é antes de todas as coisas, e todas as coisas subsistem por ele - Cl 1:16-17

O Messias de fato exerce um papel primordial sobre a criação, de outro modo todas as coisas existentes não poderiam existir. Ele é o mediador entre a criação e o criador, sendo assim sacerdote, rei e profeta. (características próprias do Mashiach).

Segundo estudiosos da bíblia o homem foi criado imagem de D'us e semelhança do Messias, pois D'us é espírito e não tem forma, apenas o Messias tem forma humana. Assim como D'us deu ao Messias o governo sobre toda a criação, o mesmo D'us deu ao homem através do Messias autoridade para governar sobre a terra.

Infelizmente o homem não consegue cumprir o papel de gestor da criação, em vez de submeter à criação ao seu governo exaltando assim ao D'us criador e ao Messias, o homem é submetido pela a sua própria vaidade, tornando assim submisso a uma natureza limitada e pecaminosa.

Devemos pensar que tudo o que D'us fez perfeito, e criou para ser eterno, inclusive ao homem. O ser humano foi feito imagem e semelhança do eterno e de seu filho ungido, consequentemente sendo criado para nunca morrer.

Mas o salário do pecado é a morte, mas a vida eterna é um presente gratuito da parte de D'us, em união com o Messias nosso Senhor. Rm 6:23

O homem somente passou a conhecer a morte através da desobediência a D'us, o ser humano foi único ser a ter o livre arbítrio dentre a natureza terrestre.

A queda do homem trouxe danos quase irreparáveis a toda a criação de modo que não somente a humanidade, mas também toda a criação passou a conviver com as conseqüências da queda do homem, a bíblia diz que: Porque a criação foi submetida à frustração, não por vontade própria, mas por causa de quem a sujeitou. Entretanto, foi-lhe dada uma esperança segura de que ela também será libertada da escravidão a decadência e usufruirá a liberdade que acompanha glória que os filhos de D'us terão. Rm 8:20-21

Da mesma forma que toda a criação sofre conseqüências da queda do homem não por vontade própria, mas por aquele a quem ela sujeitou, da mesma forma será redimida e voltará a sua plenitude original quando os filhos de D'us forem restaurados novamente a imagem e semelhança do seu criador. Mas para que isso aconteça e necessário levar o homem a obediência plena das leis de D'us.

O Messias como responsável direto sobre a criação tem como papel tirar o pecado do mundo, ensinar o homem a prática e a obediência das leis divinas e restaurar a criação ao seu estado original.

O próprio D'us traçou um plano para a redenção da criação através do Messias, pois somente o seu filho amado poderia executar tal tarefa. Logicamente, que não seria uma tarefa simples, pois alguém deveria pagar o preço pelo o pecado humano

Nenhum comentário: